"Eu acabei com a vida da sua filha", diz réu ao pedir perdão a mãe de Tatylla Marçal, morta em 2014;

POR Thais Cabral | 24/01/2024

Foto: Reprodução

A

Aconteceu nesta terça-feira (23), o julgamento dos acusados pelo assassinato de Tatylla Marçal, que perdurou quase 24 horas. Durante a sessão, um dos réus pediu perdão à mãe de Tatylla Marçal, que foi morta em 2014.

 

O empresário Fabiano Antônio Falqueto foi condenado a 27 anos e cinco meses de prisão por mandar sequestrar e matar a namorada Tatylla Marçal, em Jataí, no sudoeste do estado. Diego Vitor Alves Marçal, acusado de sequestrar e matar a jovem, recebeu condenação de 17 anos, 10 meses e 15 dias de prisão.

 

Nos autos da sentença, a decisão diz que Fabiano Falqueto usou de uma conduta extremamente perversa e violenta quando premeditou e planejou a morte de sua própria namorada, a qual, segundo o juiz, era esperado que ele fosse companheiro e acolhedor. A sentença cita ainda que o Fabiano arquitetou uma estrutura criminosa para matar Tatylla.

 

Participando de forma remota, Fabiano negou a todo momento ser o mandante do crime. 

 

No julgamento, o réu Diego Alves se dirigiu a mãe da vítima, pedindo perdão e dizendo estar arrependido. “Eu estou muito arrependido por tudo que aconteceu. Não só por mim, por estar preso a quase 6 anos e poder voltar a cadeia hoje, [...] mas, por ter estragado a sua família e a minha família, tirado a vida da sua filha”, disse Diego. 

 

Diego ainda completou dizendo: “Do fundo do meu coração, eu estou arrependido. Gostaria muito de pedir o seu perdão. Eu sei que é fácil pedir, perdoar é diferente. [...] Se eu pudesse voltar no tempo isso não aconteceria”.

 

 



Relembre o caso

 

O crime aconteceu em abril de 2014, quando Tatylla foi dada como desaparecida após sair de uma celebração em uma igreja do município. O corpo de Tatylla Cristina Marçal, de 24 anos, foi localizado em uma pedreira de Aparecida de Goiânia.

 

O último contato de Tatylla Cristina com a família aconteceu quando ela se encontrou com a mãe na igreja.

 

No dia do desaparecimento, câmeras de monitoramento registraram a passagem de um carro que seria o da jovem, um Hyundai ix35 de cor prata, seguindo uma caminhonete, que, segundo a Polícia Civil, pertencia ao namorado dela, Fabiano Falqueto.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE:

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do Jornal SOMOS oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
Jornal Somos
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES