Coluna Cairo Santos: NOVA SEDE DA SEDUC É ENTREGUE EM RIO VERDE E AUMENTA OS BUCHICHOS POLÍTICOS

POR Thaynara Morais | 17/04/2023
Coluna Cairo Santos: NOVA SEDE DA SEDUC É ENTREGUE EM RIO VERDE E AUMENTA OS BUCHICHOS POLÍTICOS

Reprodução/DM SUDOESTE

H

Há alguns anos abandonado e servindo de críticas da população, o prédio da antiga sede da Sefaz, localizado na região central de Rio Verde, passou por reforma e recebeu na última sexta-feira (14), a nova sede da Coordenação Regional da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). 

 

 

No mesmo dia, houve a inauguração da reforma geral dos colégios estaduais Oscar Ribeiro da Cunha, Martins Borges, Professor Quintiliano Leão Neto e Manoel Ayres, além da inauguração de quadra coberta, três salas de aula e uma biblioteca do Colégio Estadual Abel Pereira de Castro.

 

 

No total, são mais de RS12 milhões investidos em melhorias de infraestrutura nas escolas estaduais, pacote que inclui também a entrega na nova Regional da Seduc. Aliás, o prédio local da Secretaria leva o nome de Carlos Vieira, pai do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Viera.  Falecido em 2022, Carlos é reconhecido por ser um dos pioneiros do agronegócio no município. A solenidade de entrega das unidades escolares serviu para um encontro de políticos da base do governador Ronaldo Caiado (UB) realçar os feitos do governo no município e chamar a atenção nos detalhes políticos.

 

 

O prefeito Paulo do Vale em sua fala destacou “Vocês pegaram as transformações e os professores são prova disso. A educação de Goiás nunca esteve tão privilegiada e com investimentos que vocês merecem”, é investimento em uniforme, computador e reforma nas escolas, completou.

 

 

Um fato político que chamou atenção na fala do prefeito foi o agradecimento dele ao deputado Karlos Cabral (PSB) desafeto político declarado e ao ex-deputado Chico do KGL que estaria contrariado com o prefeito desde as últimas eleições. Em seguida, Paulo enaltece o trabalho do ex-presidente da Alego, deputado Lissauer Vieira (PSD) como comandante do Legislativo. “Sua atuação na Casa foi importante para que pudéssemos levar obras importantes à população”, lembra. Segundo conversas de boteco Lissauer é o plano B do prefeito para a sua sucessão, o plano A seria Wellington Carrijo. Lissauer inclusive, segundo especialistas políticos em Rio Verde, estaria estudando a possibilidade de se filiar ao MDB, partido comandado pelo grupo do prefeito e razão de disputa com o grupo da deputada federal Marussa Boldrin.

 

 

Durante coletiva, o deputado estadual Lucas do Vale (MDB) destacou a sensibilidade do governo estadual em trazer melhorias à comunidade no setor de educação. “Aproveitaram um prédio histórico do centro de Rio Verde, que estava abandonado e trazia transtornos à população, e entregaram para a Coordenadoria Regional de Educação com uma estrutura muito boa”, disse.

 

 

A iniciativa de reformar o prédio da antiga Sefaz é justamente um trabalho para preservar o centro da cidade, conforme realçou o deputado. “O Estado chega com as obras de infraestrutura, melhorou a qualidade de ensino é ainda há muito que ser feito. Acho que a próxima pauta, além de finalizar esses avanços estruturais, é trazer essa valorização dos profissionais da educação.” Nos bastidores a disputa pelo comando do partido continua rendendo.

 

 

 

AUTORIDADES DE SAÚDE PREOCUPADAS COM A BAIXA PROCURA PELA VACINAÇÃO EM GOIÁS

 

Em campanha desde o dia 27 de fevereiro, a Secretaria de Saúde do Estado de Goiás (SES) aplicou 205.611 vacinas, o que representa 12,95% da cobertura prevista, já que a expectativa é de imunizar 1.587.689 pessoas. Inicialmente, a campanha seria realizada em cinco etapas, dividida entre os grupos prioritários. No entanto, em função da baixa procura, a vacina está liberada para todos os públicos que têm prioridade desde o dia 20 de março.

 

 

O assunto preocupa as autoridades de saúde em Goiás. A superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Flúvia Amorim, alerta para a necessidade da população se vacinar para proteção contra o agravamento da doença, principalmente nesta época do ano, início do período seco e frio, o que favorece o aumento do número de casos de SRAGs (Síndromes Respiratórias Agudas Graves).

 

 

Entre os adultos acima de 30 anos, os óbitos por SRAG têm como principal causa a Covid-19. Neste ano, das 185 mortes pela síndrome, 120 foram em decorrência do vírus. “É um cenário preocupante em que as pessoas estão recusando a vacina e deixando de se proteger. Temos internações e mortes, e as pessoas estão escolhendo não se vacinar e acreditar em informações falsas. A vacina bivalente protege contra a variante Ômicron, prevalente em todo o mundo, além das suas subvariantes. As pessoas desprotegidas podem ter consequências graves da doença”.

 

 

Entre os possíveis motivos para a baixa adesão estão a falta de interesse da população nas informações oficiais baseadas em evidências científicas e, ainda, notícias falsas que circulam nas redes sociais e aplicativos de mensagens.

 

 

Pessoas com mais de 60 anos, indivíduos com comorbidades, gestantes e puérperas, pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos, trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas e população ribeirinha, pessoas a partir de 12 anos que vivem em instituições de longa permanência e os trabalhadores dessas instituições, pessoas com deficiência permanente a partir de 12 anos, população privada de liberdade a partir de 18 anos de idade, adolescentes cumprindo medidas socioeducativas e funcionários do sistema de privação de liberdade.

 

 

No Brasil,mais de 9 milhões de doses de vacinas bivalentes contra a covid-19 já foram aplicadas, informou neste sábado (15) o Ministério da Saúde. Os imunizantes são usados como reforço em pessoas com maior risco de desenvolver formas graves da doença, como idoso a partir de 60 anos, pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos, gestantes e puérperas.

 

 

 

 

DANIEL VILELA GOVERNADOR

 

O presidente regional do MDB de Goiás Daniel Vilela realiza antes do que esperava o sonho de ser governador de Goiás. Na próxima quarta-feira (19), o vice-governador Daniel Vilela (MDB) assume governo de Goiás, de forma interina, com a licença do governador Ronaldo Caiado (União Brasil) para viajar a Londres, na Inglaterra. Nos dias 20 e 21 de abril, o chefe do executivo goiano vai participar do Lide BrazilConference, cujo foco será segurança alimentar, meio ambiente e desenvolvimento econômico. Com isso, Daniel repete o feito do pai Maguito Vilela, que também foi vice e inquilino do Palácio das Esmeraldas.

 

 

Além de Caiado, os governadores do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), do Pará, Helder Barbalho (MDB), do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL) e Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, também vão participar.

 

 

O evento do grupo presidido pelo ex-governador de São Paulo, empresário João Doria, se estenderá até a próxima sexta-feira, 21. Caiado e a primeira-dama Gracinha Caiado devem se ausentar do Brasil por mais uma semana, retornando no dia 28 de abril, período em que Daniel Vilela fica à frente do executivo estadual e vai aproveitar o status de governador para ampliar as conversas políticas no sentido de fortalecer o MDB nos municípios e ganhar musculatura para ser o sucessor de Caiado nas próximas eleições.

 

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE:

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do Jornal SOMOS oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
Jornal Somos
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES