Rio Verde

Coluna Bento Junior: RIO VERDE E RODEIO – UMA RELAÇÃO DE SUCESSO!

POR Bento Júnior | 07/07/2023
Coluna Bento Junior: RIO VERDE E RODEIO – UMA RELAÇÃO DE SUCESSO!

Foto: Divulgação/Sindicato Rural

T

Tudo começou, como na maioria de grandes expressões culturais, como um espaço para a recreação e diversão de competidores do sudoeste de Goiás, ainda no início dos anos 80, durante a Expo Rio Verde. Hoje o Rio Verde Rodeio é altamente premiado, possuindo ainda o título de Melhor Rodeio em Touros do Brasil. Mas de onde veio isso?

 

A atividade surgiu nos Estados Unidos, ainda no século XVII, quando colonos incorporaram em sua cultura, alguns costumes de origem espanhola, praticados pelos mexicanos, como as festas e a doma de animais. Com o passar do tempo, o rodeio foi se tornando mais parecido com o que conhecemos hoje: uma atividade que consiste basicamente em uma tentativa de resgatar a tradição da lida campeira na criação de animais.

 

As regras básicas são simples: o peão deve se segurar-se no animal por 8 segundos ou mais, e com a performance da montaria e a duração, o peão recebe sua pontuação, quem acumula a maior pontuação, ao final da competição, leva o prêmio.

 

Ainda na década de 80, com o vislumbre do potencial que a atração poderia alcançar e com o sucesso de outras competições, como Barretos e Americana, o Sindicato Rural mudou radicalmente a visão atividade. Investimentos e trabalho árduo de um grupo coordenado por Lauro Dias, levaram o rodeio de Rio Verde a começar ganhar destaque nacional, contando assim com a participação de peões de renome como Adriano Moraes, campeão mundial.

 

Buscando novas experiências e ideias, a visitou rodeios em São Paulo, Mato Grosso e Minas Gerais. E devido a uma superstição entre os atletas, todas as premiações foram convertidas em dinheiro, agradando assim os participantes. A maior mudança, porém, aconteceu no contexto e estrutura do rodeio como ele conhecido hoje, após uma viagem do diretor Lauro Dias, aos EUA, onde aprendeu mais sobre o modo como é feito esses eventos, o tratamento dos peões e veio daí a opção de se especializar em apenas uma modalidade, nascendo assim o premiado Rodeio em Touros de Rio Verde.

A Expo Rio Verde já é dona de 12 troféus Arena de Ouro e do título de Melhor Rodeio em Touros do País, e para 2023 reservou aos competidores e boiadas, que levam o nome da festa e do esporte mundo a fora, R$ 200 mil em premiação. O troféu Arena de Ouro, segundo Lauro Dias, trouxe o reconhecimento merecido à comissão organizadora, dando renome nacional ao evento. Nesse ano, o Sindicato Rural recebeu o 12º troféu no dia 26 de março, em São Paulo, confirmando assim a excelência do rodeio. O diretor Lauro Dias também foi homenageado pelos 10 anos de participação consecutiva no evento.

O Rio Verde Rodeio iniciou ontem (06) com as montarias em touros, show pirotécnico, e um espetáculo de muita emoção. A final acontecerá no domingo (09) na arena montada dentro da Expo Rio Verde, no Parque de Exposições.

 

Esse texto não reflete necessariamente a opinião do Jornal Somos.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE:

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do Jornal SOMOS oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
Jornal Somos
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES