segunda-feira, 27 de maio de 2024

Goiás

Polícia Civil encontra corpo e colhe depoimento de suspeito

POR Luigi Angello | 29/11/2022
Polícia Civil encontra corpo e colhe depoimento de suspeito

Divulgação policia

N

Na manhã desta terça-feira (29), foi encontrado o corpo da menina Luana Marcelo Alves, de 12 anos, que estava desaparecida desde domingo (27). A menina foi encontrada enterrada na residência do suspeito, no setor Madre Germana II, em Goiânia, próximo a casa da vitima.

 

 

A Polícia Civil, chegou até o suspeito após diligências e captura de imagens no local próximo de onde a menina sumiu. Reidima Silva, de 31 anos foi preso e acabou confessando o sequestro e o assassinato da garota.

 

 

Reidimar contou à polícia que matou a menina estrangulada e não chegou a abusar sexualmente dela. Ainda acrescentou que estava sob efeito de drogas. Além de revelar como fez para pegar a adolescente. 

 

 

"Falei para ela que estava devendo dinheiro aos pais dela e que iria passar o dinheiro para ela. Falei que ia levar ela na casa dela. Eu matei ela enforcada", detalhou o suspeito.  

 

 

Após convencer a menina de entrar no carro, Reidimar estrangulou ela e em seguida enterrou ela no quintal de casa.

 

 

Ele levou os policiais ao quintal da casa onde disse ter enterrado o corpo de Luana. Lá, a equipe encontrou o corpo dela. O indivíduo não respondeu qual foi a motivação do crime. Os policiais então cumpriram mandado de prisão preventiva contra o suspeito.

 

 

 



O DESAPARECIMENTO 

 

Luana Marcelo Alves, de 12 anos, saiu de casa , no Setor Madre Germana II, em Goiânia, na manhã de domingo. Imagens de câmeras de segurança mostram que ela passando às 09h29 indo até a panificadora e às 09h34 passa voltando para casa com a sacola de pães na mão. No entanto, ela não chegou em casa. 

 

 

“Ela não saiu por contra própria. Ela vinha com o destino certo com a sacolinha de pão direto para casa”, contou o pai da menor. "Ela estava com uma blusinha cor cinza – quase preto – cheia de símbolo do Tik Tok e uma bermudinha preta”, acrescentou.

 

 

O pai havia descartado a possibilidade da menina ter fugido já que saiu sem o celular.



 

Com informações do G1 e Rota Policial 

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE: