segunda-feira, 27 de maio de 2024

Goiás

Governo de Goiás flexibiliza decreto e libera pesca esportiva no Rio Araguaia

POR | 13/05/2021
Governo de Goiás flexibiliza decreto e libera pesca esportiva no Rio Araguaia

Foto: Lucas Diener

N

No inicio desta semana, o Governador de Goiás divulgou o decreto estadual 9.862 que proibiu toda e qualquer atividade da temporada do Rio Araguaia para evitar aglomerações e turismo desnecessário à região do estado de Goiás. (CLIQUE E LEIA) Entretanto, nesta quarta-feira (12/05), após reunião por meio de videoconferência com prefeitos, Ministério Público de Goiás, representantes de entidades empresariais e de trabalhadores da pesca e do turismo, o governador decidiu flexibilizar o documento anterior e liberar a pesca esportiva na região do Rio do Araguaia, com obediência rigorosa de protocolos sanitários para evitar a contaminação pela Covid-19.

 

 

No entanto, continuam proibidos acampamentos, festas, caminhadas ecológicas, entre outras atividades que provoquem aglomeração. No encontro, Caiado explicou que o Estado se antecipou com o decreto porque, com a baixa do Rio Araguaia e o surgimento de praias em sua extensão, começou uma grande marcação de área para montagem de acampamento, uma sinalização clara do fluxo de pessoas que poderia ocorrer já agora a partir de junho.

 

 

Sobre o novo decreto, de responsabilidade da Semad, foi informado que será redigido novo documento para o quanto antes disponibilizar à todos. Agora, uma minuta do documento será redigida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), que terá crivo do MP-GO, prefeitos e participantes do encontro, para posterior assinatura do chefe do Executivo Estadual e publicação no Diário Oficial do Estado.

 

“Temos que ter responsabilidade nesse momento de garantir um protocolo capaz de não provocar nas praias do Araguaia uma situação semelhante à que vivemos após o Ano Novo e Carnaval”, afirmou Caiado. “Quando se faz um decreto é para proteger vidas. Se o governador e o prefeito fossem pensar em dinheiro, deixavam todo mundo circular e aumentar o número de óbitos”, pontuou Ronaldo Caiado ao explicar a edição do documento que está em vigor. “Nenhum de nós deseja diminuir a arrecadação. É importante que entendam que o vírus não é criação nossa. Ele veio e, infelizmente, já causou mais de 420 mil óbitos no país”, lembrou.

 

 

Durante o encontro houve algumas demandas pelo funcionamento de acampamentos de famílias, mas a secretária de Meio Ambiente, Andréa Vulcanis, explicou que há uma dificuldade de fiscalização nesse sentido e por isso essa permissão foi desconsiderada. Sobre o novo decreto, de responsabilidade da Semad, ela disse que com todas as contribuições da reunião, será feita uma nova redação. “Assim que terminarmos a minuta, ela será encaminhada a todos vocês, para o mais rápido possível termos um texto definitivo, conforme a decisão da maioria”, assegurou.

 

 

O encontro teve a participação dos prefeitos Marlene Lourenço (Mundo Novo); Lázaro Valdivino (Nova Crixás); Marconni Pimenta (Britânia); Ricardo Galvão (Aragarças); além de representantes de barqueiros, pescadores e empresários da rede hoteleira da região do Rio Araguaia. Além disso, também estavam presentes os deputados estaduais Amilton Filho, Bruno Peixoto, Cairo Salim, Chico KGL, Coronel Adailton, Dr. Antonio, Júlio Pina, Rafael Gouveia, Rubens Marques, Vinícius Cirqueira, Wagner Neto e Wilde Cambão.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE: