quarta-feira, 24 de julho de 2024

Saúde

Anvisa proíbe produtos com fenol em procedimentos no Brasil após morte de paciente

POR Marcos Paulo dos Santos | 25/06/2024
Anvisa proíbe produtos com fenol em procedimentos no Brasil após morte de paciente

Foto: Marcelo Camargo / Instagram

A

A Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta terça-feira (25) o uso de fenol em procedimentos estéticos em todo o país. A medida foi publicada pelo Diário Oficial da União.

 

Também estão proibidas a importação, fabricação, manipulação, comercialização, propaganda do produto. A medida se dá em decorrência da morte de um rapaz de 27 anos por complicações durante o procedimento de peeling de fenol. A dona do local não tinha especialidade ou autorização de operar o consultório. A clínica foi interditada e multada e a polícia trata o caso como um homicídio.

 

Em nota, a Anvisa justifica que a proibição do fenol tem como objetivo proteger a saúde e a integridade física da população.

 

“Uma vez que, até a presente data, não foram apresentados à agência estudos que comprovem a eficácia e segurança do produto fenol para uso em tais procedimentos”, afirma a agência.

 

“A determinação ficará vigente enquanto são conduzidas as investigações sobre os potenciais danos associados ao uso desta substância química, que vem sendo utilizada em diversos procedimentos invasivos”, completou a Anvisa.

 

O Conselho Federal de Medicina (CFM) defendeu que procedimentos invasivos como o peeling de fenol sejam feitos apenas por médicos, preferencialmente na especialização de dermatologia ou cirurgia plástica, de forma a garantir competência técnica e segurança.

 

O peeling de fenol é um procedimento autorizado no Brasil. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é indicado para tratar envelhecimento facial severo, caracterizado por rugas profundas e textura da pele consideravelmente comprometida.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE: