Artigos
Fernado Juju

A busca incessante pela FAMA! O que os influenciadores tem feito com a nova geração?

POR Fernado Juju | 16/12/2021
A busca incessante pela FAMA! O que os influenciadores tem feito com a nova geração?

Foto: Iwata Jr

&

É bem verdade que muitas pessoas sempre sonharam com a fama, mesmo antes da “era de ouro” de Hollywood, onde Marilyn Monroe era tudo que as mulheres gostariam de serem, jovens queriam ser estrelas do rock e viver tudo aquilo que a fama à época trazia, “sexo, drogas e rockn´roll”. Começando com um retrospecto rápido e desde sonhos que apareciam da forma mais simples até sonhos maiores no nosso país, quantas meninas não sonhavam em ser as “noivinhas” das festas juninas?Logo veio o sonho de serem paquitas, dançarinas do É o tchan,atrizes e atores de malhação, protagonizarem novelas na Globo, imaginavam como seria um dia ter seu “Arquivo Confidencial”,Panicats e por aí vai... até que veio o advento das redes sociais. Era a chance perfeita então para aqueles que nunca tiveram a oportunidade de serem vistos e terem seu espaço.

 

 

Surgiu então a era dos influenciadores! Mas o que esses influenciadores realmente tem feito pela nova geração? Não digo aqui que sonhar, e até mesmo se odiar, por não ser loira dos olhos azuis já causavam muitos problemas em nossa geração, bem como aquelas que não tinham molejo para serem dançarinas ou o corpo “perfeito” que passou a se chamar “corpo de panicat”. A frustração já existia sim, até ouso dizer que o erro começou ali... Nós fomos responsáveis por não passarmos que isso não era o importante na vida e que nem sempre era sinônimo de felicidade, que a vida pode inclusive ser muito melhor no anonimato! Vejo pessoas em carreiras anônimas, extremamente felizes, realizadas e sem precisar tomar ansiolíticos, antidepressivos, com crises de pânico e por aí vai.

 

 

Mas a pergunta ainda não foi respondida! O que os influenciadores digitais tem contribuído para a nova geração? Primeiro devo dizer que existe diferentes tipos de influenciadores, aqueles que estão em busca de influenciar de forma positiva, auxiliar seus seguidores em vários aspectos, servir como sinônimo de bom exemplo para quem os acompanham diariamente, ajudam em causas sociais e que fazem a sociedade refletir. Do outro lado temos os influenciadores não querem nada mais que “fama”, e que pagam qualquer preço para isso, são aqueles que não se preocupam com a responsabilidade social, que vivem em mundo paralelo, que fazem de suas cirurgias plásticas, tratamentos estéticos, estilo de vida “glamouroso” uma necessidade para que os jovens alcancem a felicidade. Para ser justo vou citar o lado positivo e negativo:

 

  • Muitos talentos puderam ser descobertos, muitas pessoas que jamais teriam tido voz puderam ter, muitas pessoas saíram da extrema pobreza e conseguiram melhorar de vida. Hoje temos influenciadores que se entregam a causas sociais, usam essa voz, que lhes foram dadas, para chamar atenção debatendo temas importantes na sociedade, que dão a cara a tapa para tentar transformar o mundoem um lugar melhor de se viver.

 

  • De outro lado temos a superficialidade, aquelas que pagam qualquer preço para ganhar likes, não se preocupam e não possuem nenhuma responsabilidade quando postam. Desfilam seus sapatos e roupas caras, fazem questão de contar com qual idade ganharam seu “primeiro milhão”, despertam o desejo em jovens que não conseguem seguir aquele padrão de vida e logo, os transformam em pessoas frustradas.Aquela menina de apenas 12 anos que quer fazer preenchimento labial porque “fulana” fez, querem lipoaspiração, lipolad, rinoplastia, silicone, dançam e estimulam a sexualidade de pré-adolescentes e abaixam sem nenhuma empatia a autoestima de tantos jovens. Jovens que se sentem frustrados, que se sentem rejeitados, fora do padrão, e que em pouco tempo estão em clinicas precisando de terapia, fazendo uso de vários medicamentos como citei acima, depois de não ter conseguido ser como aqueles que eles acompanham e tem com ídolos.

 

 

Então agora ouso fazer outra pergunta, quanto vale a fama? Temos inúmeros exemplos de pessoas que fizeram de tudo para chegar lá, naquele sonho da fama, ser conhecido e serem amados e quando alcançaram o sonho se depararam com o vazio, desistiram, ficaram doentes. Enquanto inteligentes essas pessoas perceberam que o sonho na verdade era puro EGO. Temos inúmeros exemplos de pessoas que sofrem com essa carga, que sorriem nas redes sociais mas possuem uma vida caótica, e aqui não entrarei na questão do CANCELAMENTO, pois precisaria escrever um novo texto de 10mil caracteres. São jovens que não viveram para si, não tem autoconhecimento, que desde novos estão tentando agradar pessoas, seguidores, e vivem uma falsa felicidade e quando escorregam em algum momento, são linchados na mesma proporção, ou até maisque quando eram amados.

 

 

Existem os dois lados da moeda, como tudo na vida! Agora basta você escolher, quer se destacar pelo seu conteúdo e ser RECONHECIDO por seu talento? Ou você só quer FAMA rebolando de pijama com uma xícara na mão, para inflar o seu EGO que a qualquer momento pode ser estourado? Você está preparado pra viver os altos e baixos da FAMA?

 

 

Volto em breve...

 

 

Fernado Juju é coordenador de Marketing e locutor da Rádio Líder 95FM, influenciador digital, formado em Marketing pela UniRV e formado em Marketing Digital pelo IPOG

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE:

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do Jornal SOMOS oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
Jornal Somos
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES