segunda-feira, 27 de maio de 2024

Brasil

Brasil vai aumentar taxa de importação de leite em pó para manter competitividade

POR Jornal Somos | 13/02/2019
Brasil vai aumentar taxa de importação de leite em pó para manter competitividade

Faeg

O

O governo anunciará medidas compensatórias para a retirada da tarifa antidumping da importação de leite em pó até esta quita feira (14). Segundo deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a taxa para a União Europeia seria de 42,8%. O novo valor é a soma da Tarifa Externa Comum (TEC), de 28%, mais os 14,8%, do antigo instrumento contra o dumping aplicado até semana passada. Para a Nova Zelândia será mantido o valor atual de 28%, mas as compras de produtos do país serão monitoradas, podendo o governo intervir caso algo excepcional aconteça.

 

 

O presidente da FPA, Alceu Moreira, explicou os motivos da retirada da taxa antidumping. Segundo ele, foi realizado um estudo desde fevereiro de 2018 e não foi detectada a ocorrência de dumping da UE e Nova Zelândia. Com isso, legalmente, o governo não poderia prorrogar a taxação.

 

 

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite), Geraldo Borges, afirmou que a questão de não sobretaxar a Nova Zelândia ainda preocupa o setor, já que o país é um forte produtor e exportador do produto. Ele citou ainda a necessidade de se criar uma agenda de competitividade para o leite brasileiro.

 

 

Apesar da preocupação com o país, Borges disse que a decisão em relação à União Europeia deixa os produtores mais tranquilos. “A Abraleite entende e agradece interferência positiva do presidente e a participação ativa da ministra da Agricultura, Tereza Cristina. O importante é que governo já resolveu”, disse.

 

 

O presidente da FPA informou ainda que a decisão não partiu do presidente Jair Bolsonaro, mas sim de uma conversa interna no governo para socorrer a cadeia nacional. Na noite dessa segunda feira (11) a ministra Tereza Cristina havia se reunido com a equipe econômica do governo e o próprio ministro da Economia, Paulo Guedes para falar sobre o assunto.

 

 

Na manhã dessa terça, técnicos do Ministério da Economia conversaram com parlamentares da FPA. Eles relataram que não houve importação de leite em pó da União Europeia e da Nova Zelândia nos últimos anos e que, por causa disso, o governo não poderia renovar a vigência das taxas antidumping.

 

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, usou o Twitter para comemorar a decisão do governo de aumentar o imposto de importação de leite em pó da União Europeia, compensando o fim da taxa antidumping que era adotada pelo Brasil até o último dia 6.

 

 

“Comunico aos produtores de leite que o governo, tendo à frente a ministra da Agricultura Tereza Cristina, manteve o nível de competitividade do produto com outros países. Todos ganharam, em especial, os consumidores do Brasil”, escreveu, na rede social.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE: