Brasil

Quebra de sigilo chega a negócios e negociadores imobiliários de Flávio Bolsonaro

POR Jornal Somos | 15/05/2019
img/noticias/Quebra de sigilo chega a negócios e negociadores imobiliários de Flávio Bolsonaro

Jornal do Brasil

P

Participantes de negócios imobiliários envolvendo o senador Flávio Bolsonaro apareceram entre os alvos dos 95 pedidos de quebra de sigilo fiscal e bancário autorizados pela Justiça do Rio no fim de abril.

 

Três empresas do ex-jogador de vôlei de praia Fábio Guerra, que comprou em 2017 um apartamento de Flávio na Zona Sul do Rio por R$ 2,4 milhões, terão suas informações levantadas pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) - além do próprio Fábio e de sua mulher, Jordana Guerra. Parte do pagamento deste apartamento foi por meio de dinheiro em espécie, de acordo com Fábio.

 

Esta foi a justificativa apresentada pelo senador para os 48 depósitos feitos em sua conta bancária, no valor de R$ 2 mil cada, identificados pelo Coaf no início do ano.

 

Duas das empresas que terão seu sigilo levantado entre 2007 e 2018 - a FGRF Beach Volley Eventos Esportivos e a L.A. Atividades de Recreação e Lazer -, usadas para que Fábio recebesse premiações nos tempos de jogador, estavam inativas no último ano.

 

Já a Guerra Comércio de Cosméticos e Perfumes funciona, oficialmente, em uma sala comercial no centro do Rio, embora funcionários de outras lojas digam que raramente veem alguém no local. Segundo Fábio, que se disse surpreso por ter o sigilo quebrado, seus perfumes são vendidos em domicílio ou online.

 

Outra empresa que terá seu sigilo levantado é a MCA Exportação e Participações, que tem entre seus sócios uma firma com sede no Panamá, também alvo de quebra de sigilo.

 

Em 2010, a MCA comprou 12 salas comerciais de Flávio Bolsonaro em um prédio na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, onde funciona atualmente.

 

Flávio havia comprado sete dessas salas 45 dias antes de fechar a venda e teria lucrado mais de R$ 300 mil no negócio. Marcello Cattaneo Adorno e Delio Thompson de Carvalho Filho, dois sócios da MCA, também tiveram o sigilo quebrado pela Justiça.

Jornal Somos

Jornal Somos

Jornal online com a missão de produzir jornalismo sério, com credibilidade e informação atualizada, da cidade de Rio Verde e região.

COMPARTILHE:

INSCREVA-SE

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de todas as notícias do Brasil e do mundo com publicações realizadas pelos melhores jornalistas do Brasil. A plataforma inteligente do Jornal SOMOS oferece o melhor do conteúdo jornalístico exclusivo para você.

ENVIAR
Obrigado por se inscrever em nosso site. Aguarde novidades!
Jornal Somos
ACOMPANHE AS NOSSAS REDES